terça-feira, 19 de junho de 2012

Lia filha de Claudinho lança funk melody

Lia, filha de Claudinho, da dupla com Buchecha, quer seguir os passos do pai, falecido há dez anos, na música. A menina, de apenas 13 anos, acaba de gravar o seu primeiro funk melody, e sonha em lançar a música no programa da Xuxa. “Quero dar continuidade ao trabalho do meu pai”, diz a carioca, muito determinada. Em sua escola, na Ilha do Governador, onde mora, Lia já é um sucesso. “Todos estão na torcida. Cantar sempre foi o sonho dela”, diz a mãe, a secretária Wanessa, de 33 anos.


Quem entende do assunto, garante que Lia leva muito jeito para coisa. “As pessoas brincam que ela nem parece filha do Claudinho, pois canta muito. Tem um vozeirão”, palpita o produtor e um dos autores de seu primeiro hit, “Poderosa”, gravado há um mês, pelo DJ Alex Bolinha.


Buchecha também aprova o talento da afilhada. “Ela sempre me falava que cantava e eu acha que era coisa de brincadeira. No meu aniversário, em abril, a vi cantando e foi meu maior presente. Fiquei surpreso. Ela tem uma voz linda e a música é muito boa”.

Para o cantor, o talento é de família, “Acredito já está na veia, ela herdou do Claudinho e com certeza tem tudo para fazer sucesso. O meu conselho para a Lia é sempre o mesmo. O mais importante para ela se tornar uma grande artista, é ela ser um grande ser humano, afinal, é isso que importa. O resto é consequência e vem com o tempo”, diz.

Na letra da música, de autoria de Aléx Bolinha, Shayder e Ajota, a menina, de 1,65, encarna “A Poderosa” e esnoba um garoto que corre atrás dela. Mas ela avisa que não tem namorado. “Sou muito nova para isso”, conta.

Aluna do oitavo ano, Lia faz aula de violão na escola e passa o dia inteiro cantando pagode e funk em casa. “Pedi ao meu tio e ao DJ Alex Bolinha para me ajudar a realizar o sonho de gravar uma música”. Com o primeiro sonho realizado, Lia agora já tem um outro grande desejo: “Quero muito lançar a música no programa da Xuxa. Seria um sonho”.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário